Legislativo pede solução efetiva para a estiagem

A Comissão de Representação Externa da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado Edegar Pretto (PT) e criada para tratar dos efeitos da estiagem, terá intensa agenda de reuniões, nesta quarta e quinta-feira (16 e 17 de março), com as principais entidades que representam a agricultura gaúcha.

Na pauta, a busca de soluções urgentes por parte dos governos Estadual e Federal para o problema da estiagem que já soma perdas de bilhões, na produção de diversos cultivos. Os encontros reúnem FAMURS, FARSUL, FECOAGRO, OCERGS e EMATER. Além das instituições, os parlamentares também terão audiência com Ministério Público Estadual, para pedir que os direitos dos agricultores sejam garantidos.

As reuniões têm o objetivo de ouvir as entidades para tratar de forma conjunta o tema da estiagem atual como prioridade e com medidas emergenciais, mas também buscar subsídios de um ponto de vista estrutural, para enfrentar os problemas a médio e longo prazo. Isso tudo vai compor um relatório com recomendações da comissão ao governo e ao conjunto do parlamento.

Pretto, que foi o proponente da comissão, junto com movimentos do campo, diz que a situação chegou a um nível inaceitável por todos os segmentos da agricultura. “Todos estão sofrendo com as perdas, desde o pequeno agricultor que planta para alimentar a família, passando pela agricultura familiar, que é responsável pela produção de grande parte dos alimentos que consumimos, e chegando também ao grande produtor, que exporta grãos e que protagoniza as nossas safras recordes no estado. Por isso, estamos unindo forças e as nossas demandas para exigir uma solução urgente das duas esferas de governo”, ressalta o deputado.

Aprovada por unanimidade em sessão plenária no dia 22 de fevereiro, a Comissão de Representação Externa também tem como integrantes os deputados Ernani Polo (PP), Aloísio Classmann (PTB), Tiago Simon (MDB) e Tenente-coronel Zucco (PSL).