Instalada coordenação de pré-campanha de Lula e Edegar Pretto na região da Campanha

Para reafirmar a participação popular, marca histórica dos governos petistas, o Partido dos Trabalhadores (PT) está instituindo, nas suas 28 regionais do Rio Grande do Sul, as Coordenações Regionais de Pré-campanha de Edegar Pretto para o Governo do Estado. Neste sábado (02), foi a vez de Bagé realizar a sua plenária. O encontro reuniu cerca de 250 pessoas da regional da Campanha, no ginásio da AABB.

Para Edegar Pretto, a sua pré-candidatura representa a renovação política, o que também exige um novo comportamento. Por isso, é a primeira vez que um pré-candidato tem em sua coordenação a paridade de gênero, com metade homens e metade mulheres, com representação da juventude, do povo negro, do movimento LGBTQIA+, entre outros. Lembrou ainda que foram 28 encontros regionais virtuais na pandemia, para a efetivação de sua pré-candidatura, o que legitima a escolha do seu nome. “O PT caminhou até aqui e o símbolo da nossa caminhada é união. Assim, somos uma força extraordinária. Eu assumo o compromisso de lutar por um estado que não terá fome, e que o campo terá a estrutura necessária para produzir alimentos. Essa pré-candidatura é a maior missão da minha vida”, afirmou o deputado.

Ele ressaltou ainda a importância de se ter atenção especial com as áreas da saúde e da educação e disse que pretende rever contratos de concessão de estatais à iniciativa privada, para verificar se eles estão sendo cumpridos. “De minha parte não faltará disposição, enquanto pré-candidato, para fazer essa caminhada com muita unidade política”, pontuou Edegar Pretto.

O objetivo das Coordenações de Pré-campanha é dar o primeiro passo para processo de organização das 28 regionais do partido, com a constituição de grupos operativos, que terão a missão de ajudar a organizar os comitês nos municípios, criando coordenações municipais. Esses grupos, em cada município, terão a tarefa de organizar assembleias populares regionais, com a presença do pré-candidato, para discutir o programa de governo para disputar as eleições de 2022. Além disso, serão estabelecidas as conexões da pré-candidatura de Edegar Pretto para governador com o Lula presidente.

Toda essa organização dará origem aos comitês populares, com representações do partido, de entidades de diversos setores ou qualquer pessoa da comunidade que tenha disposição de ajudar nas lutas e na pré-campanha. Os comitês populares poderão ser territoriais ou por setor de atuação e terão a atribuição de fazer um mapa político do local, para conhecer a realidade e estabelecer o enfrentamento necessário para atuar. O último passo é traçar um plano para dialogar com as comunidades de forma física e também através de meios eletrônicos.

Conforme dirigentes e militantes do PT, o objetivo desse formato é dar pluralidade na organização da pré-campanha nas regiões para a construção do Programa de Governo de Pretto de maneira participativa e reforçar um palanque potente para Lula no RS.

Até o momento, integram a coordenação de pré-campanha da região da Campanha representantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), da Juventude do PT e de vereadores. Até a próxima quarta-feira serão confirmados os nomes de outras entidades que irão compor a coordenação.

Também participaram do encontro o deputado estadual Luiz Fernando Mainardi, pré-candidatos a deputados, vereadores e vereadoras, ex-prefeitos, além de outras lideranças, militantes e apoiadores da região.

Texto: Silvana Granja
Imagem: Brayan Martins