Alto Uruguai: Edegar Pretto diz que a infraestrutura, a saúde e a educação precisam ser priorizadas

Acesso asfáltico é um dos principais investimentos para os pequenos municípios, porque a movimentação facilitada das comunidades garante o desenvolvimento de diversos setores, como a saúde, a educação e a agricultura. Esta é a conclusão do deputado e pré-candidato do PT ao Governo do Estado, Edegar Pretto, sobre as necessidades prioritárias para a região do Alto Uruguai. Ele esteve na região neste sábado (23), para a instalação de mais uma coordenação regional da sua pré-campanha. O encontro, que ocorreu no ginásio do Clube Uassari, em Itatiba do Sul, reuniu mais de 150 pessoas, com representações de 32 municípios que fazem parte da região.

Segundo as lideranças locais, mais de 10 municípios do Alto Uruguai lutam pelo acesso asfáltico e pedem que essa pauta seja nacionalizada por entender que é impossível desenvolver uma cidade, onde tem-se dificuldade de chegar até ela. Outro fator que penaliza os pequenos municípios é a saúde pública. Hoje a Fundação Hospitalar Santa Terezinha de Erechim atende toda a região, mas com a insuficiência dos repasses federais, os municípios precisam complementar esses valores.

O terceiro ponto sensível da região é a educação. Conforme Edegar Pretto a região conta com diversas instituições importantes, mas que precisam de atenção dos governos. “Aqui no Alto Uruguai nós temos Universidade Federal, Universidade Estadual e Instituto Federal. Mas precisamos fazer com que essas instituições tenham capacidade de ir ao encontro das necessidades dos nossos jovens da região. Não adianta termos estrutura física, se não tivermos investimentos para desenvolver educação de qualidade, ciência e pesquisa, adequados ao desenvolvimento”, ressaltou

Edegar Pretto está percorrendo diversas regiões do interior do RS para, juntamente com as lideranças locais de diferentes partidos e setores, instituir as coordenações que ficarão responsáveis pelo impulsionamento da sua pré-campanha, junto com a de Lula. Após esta etapa, esses grupos regionais ficarão responsáveis pela organização de seminários regionais, que serão fóruns de debates das demandas das regiões, exercitando o legado do partido, que tem na sua essência a participação popular. O conteúdo desses debates darão os subsídios necessários para a formatação de um programa de governo que contemple as necessidades da população de todo o Rio Grande do Sul.

“Eu estou incumbido do desafio de reconstruir o estado da forma que os nossos governos mais sabem fazer, ouvindo as comunidades. O conjunto do nosso partido me escolheu para essa tarefa e eu me sinto muito honrado. Ao mesmo tempo, sei que para termos resultados diferentes do que tivemos nos últimos anos, com governos que viraram as costas para o povo, é preciso ter atitudes igualmente diferentes. Por isso estamos construindo essas coordenações da forma mais plural possível, convidando os mais diversos setores, a juventude para fazer parte da nossa pré-campanha, bem como o movimento negro, representantes do movimento LGBTQIA+, entre outros”, destacou.

O coordenador regional do PT do Alto Uruguai, Célio Fiabani, explicou que compete à coordenação regional o processo de discussão e de formalização da pré-campanha, acrescentando que a regional petista criou um amplo grupo com diversas lideranças, movimentos populares e movimentos sindicais para essa tarefa. Célio destacou ainda, que a agricultura familiar certamente é um dos dos pontos que serão discutidos e que estão incluídos nas pautas dessa coordenação. “A agricultura familiar é o setor mais representativo, e eu poderia dizer que é o nosso foco principal, porque a região tem como tema a produção de alimentos e isso sempre é prioridade nas discussões e na criação das políticas públicas necessárias”, acrescentou.

Também estiveram presentes no evento o presidente do PT, deputado Paulo Pimenta; dirigentes partidários; o prefeito Valdemar Cibulski, Polaco; representantes de Sindicatos de Trabalhadores Rurais; professores e professoras; agricultores familiares; lideranças de movimentos da juventude, de mulheres e do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB); vereadores e vereadoras; pré-candidatos a deputado estadual; militantes e apoiadores do PT e PCdoB.

Jantar da Agricultura Familiar

Ainda em Itatiba do Sul, Edegar Pretto participou do 16º Jantar da Agricultura Familiar, evento para valorizar a produção e a gastronomia da região e também celebrar os 57 anos do município.

Em seu pronunciamento, o deputado parabenizou agricultores e agricultoras. Disse que um dos principais setores que promovem o crescimento econômico do Brasil é a agricultura familiar, e lembrou que, mesmo na pandemia e diante da pior estiagem vivida nos últimos 70 anos no Rio Grande do Sul, os trabalhadores rurais nunca baixaram a cabeça e seguiram produzindo alimentos.

Edegar Pretto também cumprimentou o prefeito Polaco e demais integrantes da administração municipal, em reconhecimento ao fato da gestão colocar a agricultura nas prioridades do governo local. “É isso que a gente quer, que o poder público seja presente na vida daquelas pessoas que trabalham de sol a sol. Esse reconhecimento tem que estar na formulação de políticas públicas, para que as famílias possam continuar trabalhando com dignidade e renda no campo”, finalizou.

Texto: Silvana Granja DRT/RS 10.732

Foto: Rafael Stedile